EURATÓRIA

Início » 2019

Yearly Archives: 2019

Europa …)

eurhope__zurum.jpgeuropean_dis_integration__alexander_dubovsky.jpgeuropean_vision__tasos_anastasiou.jpgthe_crumbling_temple_of_europe__tjeerd_royaards.jpgthe_gap__halit_kurtulmus_aytoslu.jpgeuropean_exports__rainer_ehrt.jpgautumn_in_europe__vladimir_kazanevsky.jpgchicken_run__spiros_derveniotis.jpgchoose_your_future__trayko_popov.jpgcastle_europe__emanuele_del_rosso.jpgcommunity_of_values__agim_sulaj.jpgeu_it_grows_on_us__maarten_wolterink.jpg

BREXIT ESPECIAL  No Reino Unido, por estes dias, não se fala de mais nada: Brexit, Backstop, Farage, No-deal, Deal (mas qual?), adiamento do Brexit, novo referendo, Boris e o Brexit, Johnson e o Brexit, lies e mais lies.  Permitam-me que deixe bem clara a minha posição, que aliás é pública e antiga, vem do tempo em que um tal David Cameron resolveu tirar da cartola a ideia peregrina de levar a cabo um referendo para controlar os rebeldes da sua bancada parlamentar; ele julgava que ganhava facilmente, perdeu. E com ele perdemos todos, britânicos e europeus.  Sou contra o Brexit, estrutural e profundamente: é uma ideia disparatada, ninguém ganha nada com a saída do Reino Unido, muito menos os britânicos. Falam-me em democracia, mas em democracia o uso do referendo deve ser feito com parcimónia, evitando-se decisões de sim ou não em matérias muito complexas (veja-se, a mero título de exemplo o caso do “backstop”).  Claro que se os britânicos decidirem sair, ninguém os pode, ninguém os deve impedir; mas ninguém me pode a mim impedir de escrever, de dizer, de explicar que o Brexit é um erro e que não beneficia ninguém, que os britânicos são parceiros valiosos e desejados, que a luta por uma Europa unida e solidária é uma parte importante da defesa da herança e da alma europeia, liberal, ocidental; e nem sequer me podem impedir de desejar que ainda possa reverter-se a decisão.  Inauguro então esta rúbrica, em simultâneo na página FB Paulo Sande – Europa. Por hoje, como aperitivo, estou com veia festiva -, proponho visitar algumas das melhores metáforas sobre o Brexit. Publicado pelo Indy100 (www.indy100.com), vale a pena como consolação e refrigério. E valha-nos isso, claro. 1. O autocarro (ver imagem), a caminho de uma manifestação do Ukip. Perdido em Londres, seguiu por uma estrada sem saída. Mas como se lê no artigo, os autocarros podem voltar para trás. E os países? 2. Tweet publicado em 2017 por um jornalista financeiro (David Osler): “Vou cancelar o Netflix e negociar com cada produtor de filmes para conseguir o melhor acordo possível para a minha família”. Pois é… 3. Também em 2017, o deputado conservador Daniel Hannn tweetou: “Deixar a UE é um pouco como mudar para uma casa melhor. A mudança pode incluir momentos de stress, mas vale a pena”. A autora de Harry Potter, J.K. Rowling, respondeu: “Comprámo-la sem a vermos, não sabemos quanto vai custar e os decoradores nunca fizeram nada igual antes. O que é que pode correr mal?”. Pois é (outra vez)… 4. E há o vídeo Titanic/Brexit, que vale a pena voltar a ver no youtube: https://youtu.be/svwslRDTyzU?t=7 (copie e active, ou vá ao youtube e procure Titanic Brexit). 5. E que tal esta caneca? (imagem…). Há mais no artigo do Indy100, o melhor é ir lá ver. Até ao próximo Brexit Especial

Bussem nomeDsAYs-3WkAEG0bv

(…) O QUE ME SEDUZIU NO CONVITE PARA LIDERAR A LISTA DO NOVO PARTIDO ALIANÇA ÀS ELEIÇÕES EUROPEIAS, EU, QUE NUNCA FIZ POLÍTICA PARTIDÁRIA? … EM PRIMEIRO LUGAR O FACTO DE ME TEREM CONVIDADO. ERA TÃO FÁCIL EMBARCAR NA ONDA POPULISTA. EM VEZ DISSO, CONVIDARAM UM INDEPENDENTE DESCONHECIDO DO PAÍS,COM UMA VISÃO CLARA SOBRE A UNIÃO EUROPEIA E FAMA DE EUROPEÍSTA. EM SEGUNDO LUGAR, CONVENCEU-ME A CORAGEM E A VISÃO DE PEDRO SANTANA LOPES, QUE OUSOU SAIR DO CONFORTO DO SEU PARTIDO DE SEMPRE PARA CRIAR UM NOVO PARTIDO, O QUE EM PORTUGAL EQUIVALE QUASE SEMPRE A FRACASSO. NÃO SERÁ ASSIM DESTA VEZ. E A TERCEIRA RAZÃO É A OPORTUNIDADE DE PODER CONTRIBUIR PARA A MUDANÇA DA EUROPA E DA RELAÇÃO DE PORTUGAL COM ELA. ACOMPANHO A INTEGRAÇÃO EUROPEIA DESDE OS PRIMÓRDIOS DA ADESÃO PORTUGUESA ATÉ AOS SEUS ÚLTIMOS ACORDES, CADA VEZ MAIS DESAFINADOS. E SABEREI FALAR DELA, DO QUE CORRE MAL E DAS SOLUÇÕES POSSÍVEIS – DIFICILMENTE QUEM A CONHEÇA MENOS BEM PODERÁ FAZÊ-LO. … SOMOS EUROPEÍSTAS E POR ISSO QUEREMOS MUDAR A EUROPA. SOMOS PORTUGUESES E POR ISSO QUEREMOS MUDAR A ATITUDE DE PORTUGAL NA EUROPA. SOMOS REALISTAS E NÃO PEDIMOS O IMPOSSÍVEL. APENAS O INDISPENSÁVEL. DEIXEM-ME QUE VOS DIGA AO QUE VIMOS. NÃO SÃO IDEIAS SIMPLISTAS, APENAS SIMPLES E SENSATAS. NÃO SÃO UTOPIAS, POIS SÃO REALIZÁVEIS. NÃO SÃO INÓCUAS, PORQUE VISAM A MUDANÇA. … ABRANGEMOS, COM PROPOSTAS CONCRETAS E FACTÍVEIS, TRÊS DIMENSÕES SIGNIFICATIVAS RELATIVAS À EUROPA. PRIMEIRA DIMENSÃO SIGNIFICATIVA: MUDAR AS REGRAS INSTITUCIONAIS E POLÍTICAS, PARA UMA NOVA ATITUDE PORTUGUESA NA EUROPA E EM RELAÇÃO A ELA. O PROCESSO DE DECISÃO TEM DE SER DEVOLVIDO AOS CIDADÃOS DE CADA UM DOS ESTADOS-MEMBROS. … PARA PERMITIR AOS PORTUGUESES APROPRIAREM-SE DO PROCESSO EUROPEU SUGERIMOS VÁRIAS MEDIDAS. HOJE APENAS ALGUMAS, EM BREVE APRESENTAREMOS EM MANIFESTO NA SEDE DA ALIANÇA O INVENTÁRIO COMPLETO. PRIMEIRA MEDIDA: DEFENDEMOS UM SISTEMA DE MANDATO NEGOCIADO POR PARTE DA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA. EM ASSUNTOS DE GRANDE IMPORTÂNCIA PARA PORTUGAL, O GOVERNO DEVERÁ OBTER DA PARTE DO PARLAMENTO UM MANDATO QUE ESTABELEÇA AS LINHAS VERMELHAS E OBJECTIVOS CONCRETOS, ANTES DA DELIBERAÇÃO NO CONSELHO DE MINISTROS DA UNIÃO EUROPEIA. ASSIM, QUALQUER DECISÃO RELEVANTE PARA PORTUGAL TOMADA EM BRUXELAS PASSARÁ POR UMA POSIÇÃO PRÉVIA DOS DEPUTADOS PORTUGUESES. TAL PARTICIPAÇÃO FAR-SE-Á NUM ESTÁDIO INICIAL, CONSIDERANDO AS COMPLEXIDADES DO PROCESSO DE DECISÃO EUROPEU, EM PARTICULAR O PROCESSO LEGISLATIVO ORDINÁRIO. ESTE NOVO PROCEDIMENTO TEM AINDA UMA OUTRA ENORME VANTAGEM: PERMITIR A INTERVENÇÃO DOS PORTUGUESES ATRAVÉS DE DEBATES POPULARES, UTILIZANDO MEIOS QUE VÃO DOS TRADICIONAIS AOS DIGITAIS. E OS EURODEPUTADOS ELEITOS EM PORTUGAL PARTICIPARÃO DE FORMA VINCULATIVA NESSES COMO NOUTROS PROCESSOS RELATIVOS A MATÉRIAS EUROPEIAS, LOGO NACIONAIS. É TEMPO DE ACABAR A PARTICIPAÇÃO DO FAZ DE CONTA. …

debater a Europa – há 5 anos!

2 – ‘Apelo_ discutam a Europa_ Ainda há tempo