EURATÓRIA

Início » Posts tagged 'Partido da Terra'

Tag Archives: Partido da Terra

Marinho e Pinto: está esclarecido o mistério

Marinho e Pinto nos liberais?

Marinho e Pinto

Será o regresso de portugueses ao terceiro maior grupo político do Parlamento Europeu (PE), depois da presença nele dos eleitos pelo PSD entre 1989 e 1996 (ano em que se mudaram “de armas e bagagens”, a meio da legislatura, para o PPE, de onde nunca mais saíram).

 Com esta decisão – árdua e longamente negociada, diga-se de passagem -, começa a desvendar-se um mistério (será?): a natureza ideológica da candidatura de Marinho e Pinto e do Partido da Terra, que encabeçou nas recentes eleições europeias.

Fica desde já a saber-se que Marinho e Pinto é um fervoroso defensor da construção europeia – e isso é uma boa coisa. Leia-se a esse respeito o seguinte trecho do ideário do Partido Liberal Europeu, base do Grupo Político respectivo no PE:

Em 60 anos de integração europeia, a UE ajudou-nos a consolidar a paz, a estabilidade e a prosperidade. A UE promoveu e estendeu a 500 milhões de pessoas as 4 liberdades (…). Queremos que a União jogue um papel de liderança fundamental na resposta aos desafios globais de hoje e de amanhã. 

Marinho e Pinto e o Partido da Terra vinculam-se assim, entre outras coisas, a defender a democracia, o império da lei, os direitos humanos, a tolerância e a solidariedade; uma sociedade aberta, livre e justa; uma Europa próspera; uma Constituição europeia. E vinculam-se, também, a um ideário que é claramente federalista – os liberais sempre o foram.

Marinho e Pinto manteve negociações em simultâneo com o grupo de Os Verdes e os Liberais. No primeiro caso, determinadas posições do agora deputado europeu, como a rejeição da adoção de crianças por casais do mesmo sexo, mereceram reserva; sabe-se que representantes do grupo terão contactado o partido português Os Verdes e o próprio Rui Tavares, que fez parte daquele grupo político europeu depois de ter abandonado o Bloco e consequentemente o grupo da Esquerda Europeia, tendo em vista obter a sua opinião sobre esta adesão.

Certo é que Marinho e Pinto e o seu número dois vão integrar o Grupo da Aliança dos Liberais e Democratas pela Europa. E serão mais dois defensores acérrimos da integração europeia.